Por Gustavo Martins-Coelho

«O insurgente» [1] publicou, em 2012, um artigo interessante [2] sobre os traços culturais dos Portugueses em comparação com a China, os Estados Unidos da América, Angola, o Brasil, Espanha e a Alemanha, terminando uma série de três gráficos com a enigmática frase: «explica muita coisa».

Eu resolvi ir um pouco mais longe e estender a comparação a mais países. A colecção [3] que hoje se inicia é o resultado dessa pesquisa; como se compõe de doze gráficos, para a sua publicação não ser demasiado espaçada no tempo, optei por alterar temporariamente a frequência da coluna [4]: hoje e durante as próximas três semanas, haverá «Mil palavras» três vezes por semana, à Segunda, à Quarta e à Sexta-feira, depois do almoço, para uma vista de olhos rápida e digestiva.

2015022300

O eixo das abcissas representa a distância hierárquica, segundo Hofstede: a medida em que os membros menos poderosos das instituições e das organizações dum país esperam e aceitam a distribuição desigual do poder.

O eixo das ordenadas representa o produto interno bruto per capita, medido em paridade do poder de compra.

Cada ponto representa um país. O ponto correspondente a Portugal encontra-se pintado de vermelho.

Os dados provêm do Hofstede Centre [4] e do World Factbook [5].