Por Jarrett Walker [a]

Pelo visto, o excelente blogue «Portland Transport» [2] fez um vídeo muito claro da apresentação que fiz em Portland, «Um guia prático das disputas do transporte colectivo». Só hoje à noite tive tanto o tempo como a largura de banda suficientes para olhar para ele e, aparte as fungadelas bem amplificadas da minha constipação da altura, soa muito bem e tem boa imagem. O meu agradecimento ao Bob Richardson e a todos os outros do «Portland Transport», pela realização.

  • Parte 1: Introduções [3];
  • Parte 2: As diversas autoridades [4];
  • Parte 3: Equilibrando as exigências [5];
  • Parte 4: Exemplo e conclusões [6];
  • Parte 5: Perguntas e respostas [7].

Se o leitor tiver assistido à apresentação noutro lugar, vale todavia a pena rever a Parte 1, pela apresentação engraçada que o responsável do Metro, David Bragdon, faz de mim. Mas, além disso, só as perguntas e respostas serão novas. A maioria das minhas respostas nessa parte abrange questões familiares nesta coluna [8], mas com exemplos de Portland. A certa altura, contudo, fui questionado sobre o transporte rápido pessoal [9] e, com uma grande dose de imprudência, respondi à pergunta.


Nota:

a: Este artigo foi traduzido do original [1] pelo editor chefe (n. do T.).