Por Clube de Política do Porto

Reunidos no Café Âncora d’Ouro, vulgo «Piolho», no Porto, no dia 12 de Maio de 2016, os presentes — Noémia Lemos Costa, Hugo Pinto de Abreu e Gustavo Martins Coelho,

Considerando que:

A. A militância partidária não deve ser circunscrita ao domínio do apoio logístico incondicional das estruturas dirigentes do partido;

B. O debate político alargado deve ser uma ambição prioritária da militância partidária;

C. O respeito pessoal e institucional deve acompanhar todas as críticas e manifestações de concordância, quanto às matérias debatidas;

D. O exercício da cidadania não se resume à vida partidária;

E. A liberdade de pensamento e de opinião são direitos inalienáveis e não devem ser confundidos com oposição;

F. A confiança política é condição necessária, mas não suficiente, para o bom funcionamento partidário;

G. A reflexão conjunta e a procura de consensos alargados sobre os temas políticos de relevo em debate a cada momento é chave para a elaboração de propostas e soluções;

H. É pertinente a idealização duma visão estratégica para o desenvolvimento nacional, integrado no projecto de construção europeia;

I. O artigo 82.° dos estatutos do Partido Socialista prevê a criação de clubes de política como estruturas informais de debate político;

Deliberaram:

1. Estabelecer o Clube de Política do Porto, afirmando esta como a sua reunião fundadora;

2. Dar disso conhecimento à Comissão Política Concelhia do Porto do Partido Socialista, através do envio desta Declaração;

3. Promover um calendário de reuniões mensais, cada uma dedicada ao debate dum tema de interesse público, de âmbito local, nacional ou europeu;

4. Nomear facilitador, pelo período dum ano, renovável por iguais períodos, o camarada Gustavo Martins Coelho, ao qual compete propor o tema de cada reunião e dinamizar os trabalhos da mesma;

5. Expressar de forma tangível as conclusões de cada reunião, materializando-as numa contribuição enquadrada em sede de discussão pública ou numa tomada de posição conjunta sobre o tema proposto;

6. Estender a participação no Clube a outros militantes e a pessoas não ligadas ao Partido Socialista, no máximo de dez membros;

7. Fomentar e apoiar a criação doutros clubes de política, com um modo de funcionamento semelhante.

Porto, 15 de Maio de 2016

Gustavo Martins Coelho
Hugo Pinto de Abreu
Noémia Lemos Costa


Gostaria de participar nas reuniões do Clube de Política do Porto? Preencha o formulário [1] e será informado/a da próxima!