Por Gustavo Martins-Coelho e Ana Sofia Silva


null

O frango precisava de aparar as suas belas penas e, para tal, foi ao seu barbeiro de sempre, o Salão Alexandre. Ora, aproveitando que estava perto da casa dum seu amigo, resolveu lá dar um salto, para pôr a conversa em dia.

Para isso, teve de atravessar a Rua Diogo Botelho. Demorou 1:38 a percorrer 26,98 metros, o que significa que a sua velocidade média no atravessamento foi de 0,99 quilómetros por hora.

Habitualmente, o frango caminha a 5,79 quilómetros por hora, pelo que poderia ter, idealmente, atravessado a Rua Diogo Botelho em 17 segundos.

Os semáforos da Rua Diogo Botelho, por não estarem adequadamente sincronizados, de modo a facilitarem a vida ao peão, e as passadeiras, por não lhe permitirem percorrer o caminho mais curto, atrasaram o frango em 1 minuto e 21 segundos.